24/02/2012

E ouvindo Nietzsche, em Assim falou Zaratustra:

Somente quando o sofrimento não for mais vivido como uma objeção contra a vida e um motivo para condená-la é que o homem poderá superar seu desejo de um além metafísico e seu rancor contra a passagem do tempo. Somente dessa maneira a totalidade da vida poderá ser assumida, sem acréscimos e subtrações, com todas as suas misérias e êxtases firmemente encadeados entrei si, pois eles se condicionam mutuamente e aquele que deseja, de fato, a ventura não pode amputar as dores do mundo”.